Ansiedade: a maneira que você pensa e fala, faz toda a diferença.

Você pode estar criando tensões desnecessárias em seu dia a dia. Confira.

 

Antes de aprender a controlar os nervos, é importante descobrir por que ficamos nervosos em primeiro lugar. No geral, ter que fazer coisas diferentes e fora da rotina tem uma tendência a deixar as pessoas nervosas e muito ansiosas.

Algumas pessoas têm medo de falar em público, por exemplo; outros sentem que seus estômagos se agitam com a simples menção de convidar uma garota para sair; existem até aqueles que se assustam quando confrontados com testes e exames. Ficar nervoso é uma adaptação da evolução para nos proteger de situações e resultados desconhecidos.

Pode parecer piegas, mas o pensamento positivo realmente pode ajudar. Então, em vez de imaginar o que pode dar errado quando você começa a pensar em convidar uma garota para sair ou fazer uma apresentação no trabalho, pense no que pode dar certo. Isso faz muita diferença!

A maneira como você fala influencia fortemente suas crenças e emoções. Ao usar uma linguagem positiva e poderosa, você criará menos estresse, antecipará resultados positivos e se sentirá mais fortalecido.

Preste atenção nas palavras que você usa e mude o que for estragar o seu dia. Por exemplo, falar “eu tenho pavor de ir trabalhar, hoje vai ser um dia muito estressante”, vai criar uma tensão desnecessária antes mesmo de você sair de casa. Evite!

Aprender a controlar sua respiração pode fazer uma grande diferença. Temos uma ótima dica: Quantas vezes você já viu um jogador respirar fundo antes de fazer uma tentativa de gol, fazer um pênalti ou dar um tiro livre? Eles não estão apenas recuperando o fôlego, mas sim controlando ativamente sua própria ansiedade.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *