alimentos que combatem a ansiedade
93 0

8 alimentos que combatem a ansiedade

A ansiedade, condição médica compreendida como uma resposta natural do corpo humano às situações do dia a dia, tem afetado consideravelmente a vida da população, em especial a brasileira. Mesmo nos alertando sobre possíveis perigos — o que pode ser visto como algo positivo —, dependendo de seu grau de intensidade pode interferir diretamente em nosso modo de viver. Por isso, sua prevenção se faz necessária.

De acordo com um estudo realizado em 2019 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 9,3% (taxa três vezes maior que a média mundial) dos brasileiros convivem com algum grau de ansiedade, representando aproximadamente 18,6 milhões de pessoas. Isso nos dá o título de “país mais ansioso do mundo”.

Mas você sabia que é possível atenuar o grau de incidência desta condição e até mesmo preveni-la? Existem alguns hábitos que podem aliviar a ansiedade, como a prática regular de exercícios, ter boas noites de sono e trabalhar a respiração. Além destes hábitos, manter uma alimentação saudável ajuda no tratamento.

Neste texto trouxemos uma lista de 8 alimentos que combatem a ansiedade e que contribuem para uma melhor qualidade de vida dos pacientes. Confira!

Como a ansiedade impacta nosso cotidiano?

Por ser uma reação natural e bastante comum, todas as pessoas já experimentaram algum grau do distúrbio. A ansiedade, inclusive, pode ajudar a melhorar nosso desempenho em algumas atividades e estimular algumas práticas positivas.

Contudo, quando ocorre de forma persistente e em um nível acima do considerado normal, pode causar uma disrupção emocional do paciente, resultando em sensações de angústia, indisposição, fobias e consequente diminuição do bem-estar.

A ansiedade pode impactar diretamente nosso cotidiano por meio de alguns comportamentos que passamos a ter, decorrentes dela. São estes:

  • Transtornos de ansiedade, como ataques de pânico;
  • Comportamentos obsessivos;
  • Irritabilidade e nervosismo;
  • Desapontamento consigo mesmo;
  • Dificuldades de concentração e memória fraca;
  • Perda da autoconfiança;
  • Falta de interesse em temas que dão prazer;
  • Mudança nos hábitos alimentares;
  • Insônia e outras dificuldades para dormir;
  • Cansaço e fadiga constantes;
  • Dores de cabeça e musculares;
  • Preocupações excessivas;
  • Reações emocionais incomuns e/ou exageradas;
  • Dificuldades em socialização;
  • Medo de falar em público (reuniões, discussões em trabalho em grupo etc.); e
  • Medo de tentar oportunidades novas, como uma promoção.

A ansiedade pode ter um impacto direto na vida das pessoas, seja no âmbito pessoal ou profissional. Uma vez dominadas negativamente as situações cotidianas, a ansiedade passa a abalar a saúde física e mental das pessoas que sofrem desse transtorno. 

Por isso, atenuar seus sintomas para alcançar uma vida mais plena e tranquila, é essencial. E, como visto acima, é possível conquistar este objetivo a partir de uma alimentação mais saudável.

8 alimentos que combatem a ansiedade

Um ponto importante a ser discutido aqui é que, quando ansiosos, temos uma tendência em “descontar” os sintomas que nos acometem em algumas práticas diárias, como a própria alimentação. 

Por isso, cuidado: é preciso estar atento, uma vez que existem alguns alimentos que podem servir como gatilho para a piora dos quadros desta crise e acarretar compulsões alimentares, como os fast foods.

alimentos que combatem a ansiedade

Assim, reforçamos que uma alimentação saudável pode contribuir para o alívio dos sintomas da ansiedade. Segundo especialistas, alimentos ricos em nutrientes que contêm vitaminas e aminoácidos são benéficos a pessoas ansiosas, visto que possuem a capacidade de trazer mais disposição, tranquilidade, uma melhora no humor e bem-estar.

Abaixo, separamos para você uma lista de alimentos que combatem a ansiedade e que devem estar no seu cardápio, pois ajudam na atenuação dos sintomas:

1. Banana

Trata-se de uma fruta rica em potássio, magnésio, vitamina B6 e altos índices de triptofano. Estes são nutrientes que colaboram para a sensação de relaxamento e bem-estar e consequente redução da ansiedade. A vitamina B6 e o triptofano, por exemplo, estão associados à produção de serotonina, um neurotransmissor conhecido como “hormônio da felicidade”.

2. Chocolate amargo

O chocolate amargo é rico em flavonoides, um antioxidante que, assim como a banana, também auxiliam na produção de serotonina. A dose recomendada para sua ingestão é de 45 a 100g por semana.

Atenção: o ideal é prestar atenção nas embalagens, visando sempre adquirir aqueles que possuem 70% de cacau em sua composição. Outros chocolates, como o ao leite, não são recomendados devido a sua alta taxa de açúcar.

3. Castanha-do-pará

Por possuir uma alta presença de selênio em sua composição, a castanha-do-pará permite alcançar as recomendações diárias com apenas uma ou duas frutas. O selênio é um nutriente ligado à manutenção do humor, sendo que, quando em baixa quantidade no organismo, cansaço, tristeza e ansiedade podem aparecer.

4. Semente de abóbora

Assim como a banana, a semente de abóbora possui altos níveis de potássio, mas é o zinco o responsável pela atenuação dos sintomas de ansiedade, pois melhora a qualidade do sono e pode contribuir para a manutenção de processos do sistema nervoso que promovem relaxamento e prazer.

5. Frutas cítricas e vermelhas

A vitamina C, característica das frutas cítricas, é um valoroso antioxidante que atua na diminuição da produção do cortisol, hormônio ligado ao estresse e à ansiedade. A laranja, o kiwi, o abacaxi, o limão e outros cítricos são exemplos de alimentos que ajudam na sensação de bem-estar.

Além das frutas cítricas, as frutas vermelhas também possuem antioxidantes em sua composição, por isso, uma boa opção é adquirir morango, amora e framboesa ao fazer a compra de frutas, por exemplo. Um antioxidante, como o próprio nome já diz, desacelera o processo de oxidação das células, permitindo uma maior harmonia do corpo humano.

6. Leite, ovos e derivados

Estes alimentos são uma ótima opção por conterem o triptofano, já citado acima, um aminoácido que contribui para o alívio da ansiedade devido à sua atuação na produção de serotonina. A dica aqui é consumir de duas a três porções por dia deste grupo.

7. Carnes e peixes

Tanto carnes e peixes são conhecidos como a melhor fonte natural de triptofano. Juntamente com a vitamina B3 e o magnésio também auxiliam na produção de serotonina. Além disso, estes são alimentos que possuem um outro aminoácido chamado taurina, que aumenta a atuação de um neurotransmissor chamado GABA promovendo um relaxamento do corpo.

A recomendação aqui é consumir diariamente de uma a duas porções, sempre optando carnes brancas e magras.

8. Espinafre

O espinafre possui em sua composição o folato (ácido fólico), uma importante vitamina que faz parte do complexo B e que atua como um antidepressivo natural. Uma vez que está em poucas quantidades no organismo, a produção de serotonina é dificultada.

O espinafre também possui propriedades antioxidantes que contribuem para a manutenção do cérebro ao eliminar resíduos oxidantes produzidos pelo consumo de energia do próprio cérebro.

Agora que você já conheceu alguns alimentos que combatem a ansiedade, que tal colocá-los em sua dieta diária?

Outras maneiras de diminuir os sintomas de ansiedade

Além da lista de alimentos que combatem a ansiedade citados acima, existem algumas alternativas que contribuem para a atenuação dos sintomas do distúrbio, como a adoção de uma rotina, por exemplo.

Você também pode optar por medicamentos indicados como auxiliar no controle da ansiedade, como é o caso do NERVOCALM WP LAB®, medicamentos com substâncias ativas de origem mineral, referenciadas nas matérias médicas homeopáticas em todo o mundo.

Fonte(s): Blog Clique Bem Estar, Tua Saúde, Minha Vida, Sociedade Interamericana de Hipnose, Portal Dale Carnegie, Viva Bem – UOL, Ocean Drop e Bula do Nervocalm.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *