WP
102 0

10 alimentos naturais que ajudam a abaixar o colesterol

O colesterol LDL alto é uma condição muito preocupante, pois pode ser fator de risco para doenças graves. No entanto, muitas pessoas não sabem exatamente o que causa os níveis altos de colesterol e o que, de fato, é o colesterol.

Como dia 8 de agosto é o Dia Nacional de Combate ao Colesterol, torna-se ainda mais importante usar a data para informar e esclarecer as pessoas sobre os mitos e verdades sobre o tema.

Primeiramente, é importante saber que existem dois tipos de colesterol, o HDL, popularmente chamado de colesterol bom e o LDL, conhecido como colesterol ruim, que deve ter seus níveis controlados para não ser um fator de risco para doenças cardiovasculares. 

Esse controle pode ser feito através de medicamentos, exercícios físicos, mudanças de hábitos e especialmente com uma boa alimentação. No texto a seguir, explicamos quais alimentos naturais ajudam você a abaixar o colesterol, uma lista que não deve faltar na sua dieta do dia a dia.

O que é o colesterol e quais os tipos?

O colesterol é um tipo de gordura naturalmente presente no nosso corpo, fundamental para o funcionamento do organismo. Ele está presente na estrutura das células da pele, músculos, fígado, intestino, coração e cérebro.

Sua presença nos níveis adequados é fundamental, pois ele atua na produção de hormônios, vitamina D e ácidos biliares, os quais colaboram com o processo de digestão das gorduras ingeridas na alimentação.

Colesterol ruim (LDL)

O colesterol LDL (lipoproteínas de baixa densidade) é o que precisa ser evitado na dieta, pois ele aumenta os riscos de doenças cardiovasculares e de acidente vascular cerebral (AVC). Isso porque ele se aloja nas paredes das artérias e em excesso provoca o entupimento (aterosclerose). 

Colesterol bom (HDL)

O HDL (Lipoproteínas de alta densidade) é popularmente conhecido como colesterol bom, pois desempenha ação de limpeza das artérias, diferente do LDL. Boas quantidades do colesterol HDL diminuem o risco de doenças cardiovasculares e outras complicações. 

Como controlar o colesterol alto?

Vários fatores interferem no aumento do colesterol ruim, como a genética, sedentarismo, tabagismo e má alimentação. 

Por isso, recomenda-se a prática de exercícios físicos, alimentação equilibrada, acompanhamento médico e, se for necessário, suplementação de vitaminas.

Outra forma de controlar o colesterol é evitando determinados alimentos, principalmente os ricos em gorduras, como carnes gordurosas, produtos industrializados, embutidos, pizzas, frituras e fast foods em geral.

Se consultar com um médico ou nutricionista de forma periódica e verificar a necessidade de suplementação é fundamental, pois para ter um corpo saudável é necessário ingerir nutrientes e vitaminas essenciais. 

Multivitamínicos como o Forteviron vitamin, por exemplo, ajudam a manter o corpo saudável, pois contém diversas vitaminas e minerais. É importante que o uso seja feito sempre com orientação profissional. 

10 Alimentos naturais para ajudar a abaixar o colesterol ruim

Os níveis altos de colesterol podem ocorrer por fatores como a genética ou alimentação. Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, 70% do colesterol no sangue vem do fígado e os outros 30% são da dieta. Por isso é tão importante levar uma dieta saudável.

Alguns alimentos contribuem para o equilíbrio entre o colesterol bom e ruim, como os abaixo:

1. Aveia

Os alimentos ricos em fibra são essenciais para uma boa saúde e para equilibrar os níveis de colesterol, por isso a aveia é um ótimo alimento. Outros alimentos ricos em fibra são os integrais, como arroz, macarrão e pão.

2. Oleaginosas

As oleaginosas, como as nozes e castanhas, são alimentos naturais ricos em antioxidantes, que combatem a ação dos radicais livres e previnem o envelhecimento precoce das células. É recomendando para abaixar o colesterol por ajudar também na prevenção de doenças cardiovasculares.

3. Frutas 

Todas as frutas, de modo geral, contribuem para a boa saúde cardiovascular e para o controle do colesterol. O ideal é comer entre 3 a 5 porções pequenas de frutas ao dia, sendo ótimas opções os morangos, uvas, goiaba, acerola, laranja, banana e várias outras.

4. Verduras

Para reduzir o colesterol ruim e aumentar as quantidades do colesterol considerado bom, é ideal incluir verduras na alimentação no dia a dia e retirar os alimentos mais gordurosos. Recomenda-se adotar ao cardápio acelga, alho-poró, escarola, couve, rúcula, salsa, alface e outras folhas verdes ricas em vitaminas e nutrientes.

5. Canela

A canela é um alimento indicado para abaixar o colesterol ruim por sua ação antioxidante. O consumo de meia colher de sopa ao dia já é o ideal para manter uma boa saúde junto aos demais alimentos da lista. Essa especiaria pode ser usada em chás e outras receitas.

6. Sardinha

De modo geral, o consumo de diversos tipos de peixes são indicados para combater o colesterol, pois são alimentos ricos em ômega 3, uma gordura muito boa para a saúde que previne complicações cardiovasculares e formação de coágulos. A sardinha é uma ótima fonte, assim como o salmão e o atum.

7. Azeite de oliva

O azeite de oliva é uma ótima opção de óleo vegetal para usar no preparo dos alimentos, pois é rico em ácido oléico e antioxidantes, fatores que contribuem no combate ao colesterol alto.

8. Chocolate amargo

O chocolate amargo é um alimento indicado por ser rico em flavonoides, uma substância que reduz o colesterol LDL. A quantidade ao dia para ter os benefícios é pequena. 30g é o suficiente.

9. Linhaça

A linhaça, assim como os peixes, também é um alimento rico em ômega 3, uma gordura muito boa e que previne doenças cardiovasculares e reduz o colesterol ruim. O consumo da linhaça é melhor aproveitado quando se trata da semente moída ou triturada, pois o organismo apresenta melhor absorção dos nutrientes.

10. Soja

A soja ajuda a diminuir o colesterol LDL e aumentar o HDL, além de fortalecer o organismo. É uma opção saudável e rica em proteínas, que pode substituir o consumo excessivo de carnes vermelhas que, em excesso, podem aumentar os níveis de colesterol LDL.

Fonte(s): Ministério da Saúde, Minha Saúde, Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia , Tua Saúde 1, Tua Saúde 2, Minha Vida, Viva bem Uol e Saúde Abril.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *