Como consumir todas as vitaminas necessárias diariamente?

O consumo de vitaminas diárias é fundamental para o funcionamento normal do metabolismo humano e, por não serem sintetizadas pelo próprio organismo em quantidades suficientes, devem ser consumidas através da dieta.

Portanto, ingerir vitaminas através do consumo de frutas, verduras, carnes e outros alimentos é essencial. Apesar de parecer tarefa simples, nem sempre é possível obter todas as vitaminas e na quantidade adequada, seja devido a rotina alimentar ou a algum problema de absorção no organismo.

A seguir, confira as melhores formas de consumir todas as vitaminas necessárias diariamente:

Alimentação

A maneira mais indicada para ingerir todas as vitaminas necessárias é através da alimentação, com uma dieta equilibrada. Confira a seguir uma lista das principais vitaminas e os alimentos nos quais você pode encontrá-las:

Vitamina A

A vitamina A é importante para a saúde da visão, da pele e dos cabelos. Também, ajuda a fortalecer o sistema imunológico, regular o funcionamento dos órgãos reprodutivos e a prevenir o envelhecimento precoce, por ser um antioxidante.

Está presente especialmente no fígado, gema de ovo e óleos de peixe. Vegetais como a cenoura, espinafre, manga e mamão também são ricos em vitamina A, pois contêm carotenóides (substâncias que serão transformadas em vitamina A pelo organismo).

Vitaminas do complexo B

As vitaminas do complexo B atuam na regulação e produção de energia no organismo, além de ajudar a manter a saúde do sistema nervoso. Também atuam na pele, nos cabelos e no intestino, sendo importante para prevenir a anemia e fortalecer o sistema imune.

Essas vitaminas podem ser encontradas em alimentos como peixes, levedura, fígado, castanhas, abacate e vegetais verdes, como couve e espinafre.

Vitamina C

A vitamina C, por sua vez, tem um papel importante no sistema imunológico, pois age como um antioxidante. Também, atua na síntese proteica, o que faz com que ela seja muito importante para a produção de colágeno e reparação dos tecidos. Ainda, contribui para uma maior absorção de ferro pelo organismo. 

Pode ser encontrada em alimentos como brócolis, couve, pimentão amarelo, caju, goiaba, laranja, mamão, manga, acerola, limão, abacaxi, tangerina, kiwi e muitos outros.

Vitamina D

A vitamina D, diferente das demais, é obtida majoritariamente por exposição à luz solar. Ela é responsável pelo equilíbrio de diversas funções do organismo, auxiliando na absorção de fósforo e cálcio, além de fortalecendo os ossos, dentes e músculos. Ainda, é importante para a manutenção do funcionamento do cérebro e do coração.

A vitamina D pode prevenir doenças como o câncer, hipertensão, diabetes, doença de Alzheimer, esclerose múltipla e doenças autoimunes. Em crianças, a deficiência de vitamina D pode levar ao retardo do crescimento e ao raquitismo.

Pode ser encontrada em alimentos como óleo de fígado de bacalhau, bife de fígado, gema de ovo, atum, sardinha, cogumelos e ostras.

Vitamina E

A vitamina E é importante para o fortalecimento do sistema imunológico, principalmente em adultos, devido a sua ação antioxidante. Boas quantidades de vitamina E no sangue estão relacionadas à redução do risco de doenças crônicas, como diabetes e doenças cardiovasculares.

Pode ser encontrada em alimentos como a semente de girassol, avelã, azeite, óleo de milho, óleo de girassol, amêndoa, nozes, abacate, mamão, abóbora, etc.

Vitamina K

A vitamina K, por sua vez, desempenha um papel muito importante na coagulação do sangue e na saúde dos ossos e do coração. A ingestão insuficiente de vitamina K pode causar sangramentos, enfraquecer os ossos e, principalmente, aumentar o risco do desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Pode ser encontrada em alimentos como couve crespa, acelga, couve, espinafre, brócolis, costeletas de porco, frango, feijão verde, óleo de soja, abacate, queijos brancos, etc.

Suplementos e multivitamínicos

Outra maneira de conseguir ingerir todas as vitaminas diárias necessárias para uma vida saudável é através da suplementação por multivitamínicos.

Multivitamínicos como os da linha Forteviron Vitamin, por exemplo, podem ajudar muito, pois auxiliam na reposição de vitaminas e minerais, além de possuírem particularidades com relação aos seus componentes para cada finalidade. 

Vale ressaltar que a suplementação vitamínica deve ser feita com acompanhamento de um médico ou nutricionista. Esse acompanhamento é importante para que não aconteça nenhum tipo de excesso e para garantir que você realmente precisa de suplementação.

Casos indicados para suplementação de vitamina

A indicação do uso de suplementos multivitamínicos é importante para pacientes que, por alguma razão, não estão absorvendo as quantidades necessárias de vitaminas através da dieta, como os que sofrem de alguma disfunção ou doença que afete o sistema digestivo.

Para confirmar o diagnóstico de deficiência de nutrientes, é necessário passar por um acompanhamento médico e por uma série de exames médicos. Diante desses casos, além da alimentação saudável e equilibrada, o médico pode receitar um complemento com o uso de multivitamínicos.

Periodicamente, é necessário manter o acompanhamento para analisar a quantidade de vitaminas diárias consumidas.

Os riscos do excesso de vitaminas

Nos últimos anos, alguns estudos têm como objetivo observar a relação do consumo de vitaminas em alta dosagem pela dieta e por meio de suplementos multivitamínicos.

Em situações em que a pessoa tem deficiência na absorção de vitaminas, por exemplo, o uso de suplementos é positivo para a saúde e bem-estar.

No entanto, é preciso ter equilíbrio. A alta dosagem de vitaminas pode provocar efeitos colaterais. A vitamina C em excesso, por exemplo, pode gerar problemas gastrointestinais, acidez na urina, incômodo na bexiga e cálculos renais. Por isso, na hora de montar a sua dieta, evite excessos!

Fonte(s): Tua saúde, Viva Bem, Forteviron e Anvisa

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *