Como o cansaço mental e físico afetam sua vida sexual

Como o cansaço mental e físico afetam sua vida sexual

Se sentir cansado física e mentalmente depois de uma semana longa e puxada de trabalho é algo natural que, na maioria das vezes, vai embora depois de um final de semana de descanso e relaxamento.

Entretanto, quando alguém não se permite descansar para recarregar as energias e colocar a mente em ordem, a tendência é de que esse cansaço físico e mental se intensifique e dure mais tempo, até que atinja o estado de esgotamento.

Quando ocorre o esgotamento, não há mais energia para as atividades diárias e os sintomas de alterações no sono, aumento da irritabilidade e diminuição do desejo sexual começam a aparecer com mais frequência.

Neste texto, vamos observar os efeitos do cansaço físico e mental sobre a vida sexual. Entretanto, antes de entrarmos nesse assunto com mais detalhes, precisamos entender um pouco mais sobre o cansaço mental e físico. Confira:

O que é cansaço mental e físico?

O cansaço físico e mental é um estado de esgotamento em que tanto o corpo quanto a mente se encontram exaustos e sem energia para mais nenhuma atividade.

Quando se manifesta, é preciso tirar um tempo para descansar, pois sintomas mais graves podem aparecer, como a hipertensão, arritmia cardíaca, infarto, gastrite, úlcera, ansiedade, síndrome do pânico, depressão e outros.

Causas do cansaço mental e físico

Em linhas gerais, podemos dizer que a principal causa do cansaço mental e físico é uma rotina muito atribulada em que não há espaço para descanso e abstração.

Não estamos falando aqui de todo e qualquer tipo de rotina, mas sim daquela mais exaustiva, na qual não há tempo para um descanso necessário. 

Além disso, outro fator que contribui para o cansaço físico e mental são poucas horas de sono ou problemas como a ansiedade ou depressão.

Uma causa contemporânea relacionada ao cansaço mental e físico é a dificuldade de se desconectar do celular. O fluxo constante de informação, que nos deixa 24h por dia conectados, aumenta a sensação de sobrecarregamento e desgaste.

Sintomas de cansaço mental e físico

O cansaço físico e mental pode causar uma série de sintomas físicos e psíquicos que afetam o dia a dia, a realização de tarefas, a produtividade, além de um desgaste metabólico que leva ao esgotamento.

Por isso, dentre os principais sintomas de cansaço mental e físico, podemos destacar os seguintes:

– Cansaço persistente (que dura por meses);

– Sono não reparador;

– Dificuldade de concentração;

– Falha de memória;

– Insônia ou excesso de sono;

– Perda de habilidades que antes eram naturais;

– Ansiedade;

– Suar frio;

– Irritabilidade e choro fácil;

– Desânimo e falta de prazer;

– Tristeza e angústia;

– Diminuição da imunidade;

– Palpitações cardíacas;

– Problemas estomacais;

– Dores musculares;

– Apatia;

– Desmotivação e desânimo;

– Redução do desejo sexual.

Efeitos do cansaço mental e físico na vida sexual

Como vimos anteriormente, o cansaço mental e físico tem um impacto sobre o organismo como um todo. Contudo, é interessante notar o seu impacto sobre o desejo sexual, especialmente em pessoas do sexo masculino.

Segundo pesquisadores de Lisboa, em Portugal, que fizeram um estudo a partir de entrevistas conduzidas pela internet com mais de 5 mil homens, o cansaço físico e mental e o estresse do dia a dia afetam o desejo sexual, podendo gerar problemas como ejaculação precoce e, sobretudo, a incapacidade de manter uma ereção.

Ao saber desses dados, diversos mitos em relação à libido masculina caem por terra, como explica a coordenadora do estudo Ana Alexandra Carvalheira:

“Estamos cheios de crenças, por exemplo, de que o homem está sempre pronto ou que tem mais desejo sexual que a mulher. Assim a sociedade acredita, apesar de não haver avaliações científicas suficientes.”

Além disso, a pesquisadora acredita que a banalização do sexo na sociedade é um fator relevante que condiciona a diminuição do desejo de casais de longa duração. Exemplos dessa banalização seriam a masturbação excessiva e grande exposição à pornografia.

“O erotismo é o que mobiliza o desejo, é o motor e desaparece com a banalização do sexo. Temos que ‘reerotizar’, isto é, pôr mais erotismo em nossa vida individual e em nossa relação de casal.”

Formas de combater o cansaço mental e físico

Existem várias maneiras naturais de combater o cansaço mental e físico e muitas delas não passam de mudanças simples no estilo de vida.

Uma delas é incluir o exercício físico na rotina. Apesar de parecer contraintuitivo, a prática de exercícios físicos estimula a liberação de diversos hormônios de prazer que, a longo prazo, diminuem as chances de cansaço físico e mental.

Outra dica é alterar a dieta e procurar se alimentar de forma mais saudável, em especial com alimentos ricos em vitaminas e minerais essenciais.

Sessões de terapia com um psicólogo também podem ajudar a reduzir os efeitos do estresse sobre o organismo.

Falar sobre seus problemas em um espaço seguro e com uma pessoa confiável não só ajuda a diminuir o cansaço físico e mental, como também proporciona mais segurança na hora de tomar decisões para a sua vida de modo geral.

O uso de suplementos vitamínicos como o FORTEVIRON WP LAB também pode ajudar a melhorar os efeitos do cansaço físico e mental sobre o corpo e sobre a vida sexual.

Trata-se de um medicamento indicado como auxiliar no tratamento da fraqueza física e mental, combatendo a diminuição ou ausência do desejo sexual e auxiliando na melhora do desempenho sexual.

Em todo caso, é ideal que se procure um médico, em especial um psiquiatra, para verificar se não se trata de um problema mais grave, como ansiedade ou depressão.

O lado bom é que essas doenças têm tratamento e, quando acompanhadas por um médico, podem ser tratadas sem afetar a rotina.


Fonte(s): G1, Forteviron, IBC Coaching, Uol, Anamt, Sbie, Unimed, HCor, Vittude

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *