Como repor a vitamina D durante a quarentena?
WP
74 0

Como repor a vitamina D durante a quarentena?

Em tempos de pandemia, as pessoas têm passado mais tempo em casa como forma de distanciamento social, visando sua segurança e a de todos. Sem contato constante com o sol faz-se, então, necessário pensar em outras alternativas sobre como alcançar bons níveis de vitamina D durante a quarentena.

Uma ótima opção para isso são suplementos alimentares que, além da própria vitamina D, oferecem uma infinidade de outras vitaminas que regulam e mantêm o bom funcionamento do corpo, satisfazendo e cumprindo as várias funções biológicas.

Trata-se de uma vitamina de caráter lipossolúvel, que pode se dissolver em gordura e ser armazenada em grandes quantidades — principalmente no fígado. É interessante destacar que ela pode ser encontrada em duas formas:

  • A vitamina D2, ou ergocalciferol, possui origens vegetais e animal e pode ser adquirida por meio da ingestão de alimentos — que serão citados posteriormente;
  • A vitamina D3, ou colecalciferol, é aquela sintetizada quando nos expomos à luz solar. Contudo, também pode ser encontrada em suplementos vitamínicos.

Neste cenário, a vitamina D apresenta um papel para a regulação da fisiologia osteomineral, ou seja, tem um cargo importante no que toca ao metabolismo do cálcio, por exemplo, pois facilita sua absorção pelo intestino. Além do cálcio em si, auxilia a entrada de fósforo no organismo, que em grandes quantidades mantém os funcionamentos celular e neuromuscular, tonificando a saúde dos ossos e permitindo seu crescimento e reparação. 

A forma ativa da vitamina D — ou seja, a forma em que é encontrada em nosso corpo — recebe o nome de calcitriol exerce os compromissos em fortalecer o sistema imunológico, controlar a pressão arterial, otimizar processos de multiplicação e diferenciação celular, proteger contra tumores, inibir e impedir processos inflamatórios, fazer o metabolismo de carboidratos (diminuindo possíveis riscos de doenças metabólicas e diabetes).

Quais as consequências da falta de vitamina D no organismo?

Vários são os resultados oriundos de uma deficiência em consumir vitamina D. São eles:

  • Desmineralização dos ossos, o que pode causar raquitismo e osteomalácia;
  • Aumentam os índices de fragilidade dos ossos, podendo ocorrer fraturas espontâneas;
  • Deformação no que toca ao crescimento dos ossos;
  • Intensificação da gravidade de doenças autoimunes;
  • Desenvolvimento de artrite reumatoide e lúpus eritematoso sistêmico;
  • Possibilidades de neoplasia — proliferação anormal de células pelo organismo — de cólon, mama, pulmão e bexiga;
  • Nefropatia — doença que acomete a região do rim, causando insuficiência renal.
  • Acidentes vasculares encefálicos;
  • Parkinson;
  • Disfunção de processos fisiológicos no corpo, que resultam em infecções, fadiga, dores ósseas e musculares, dificuldade de cicatrização de feridas e possíveis quadros depressivos.
Como repor a vitamina D durante a quarentena?

Como foi possível ver, a vitamina D apresenta um papel importante para a imunidade. Ela fortalece o sistema imune e o previne contra doenças de caráter autoimunes, podendo ser utilizada em outros tipos de tratamento. Contudo, no que diz respeito à Covid-19, nenhum estudo constatou sua eficácia, na prevenção ou tratamento, contra o novo coronavírus.

Alimentos para você ingerir vitamina D durante a quarentena

Existem algumas alternativas interessantes que você pode adotar em sua rotina para manter bons níveis de vitamina D durante a quarentena, como é o caso de uma alimentação rica no nutriente. A vitamina pode ser obtida por meio de uma dieta rica em:

  • Peixes, como salmão, sardinha, atum, arenque;
  • Óleo de fígado de bacalhau;
  • Ostras;
  • Gema de ovos;
  • Cogumelos irradiados (que foram cultivados sob a luz do sol);
  • Carnes, como frango, peru e porco, além de vísceras em geral;
  • Alimentos enriquecidos pela vitamina: leite e seus derivados (iogurte, manteiga e queijo) e cereais fortificados.

Aqui é destacado que apenas 10 a 20% de sua real necessidade é adquirida por meio da dieta. Os outros 80% e 90% devem ser obtidos por meio da exposição solar dos raios ultravioleta (UV). Os horários mais recomendados por dermatologistas para banho de sol são antes das 10h e após as 16h, sendo indispensável o uso de filtro solar.

Atenção: em tempos de pandemia, com a quarentena acontecendo e os acesso a espaços mais amplos sendo dificultados, a obtenção de Vitamina D, tão necessária para uma boa saúde, pode ser realizada por meio do consumo de suplementos vitamínicos.

Em tempos de Covid-19, a uma alimentação saudável é fundamental

A ingestão de alimentos in natura, como verduras, legumes, grãos, frutas, raízes, tubérculos, ovos e carnes, são ótimas fontes de fibras, vitaminas, minerais e outros compostos fundamentais à regulação da saúde e prevenção de doenças (inclusive as associadas ao risco de complicação da Covid-19, como hipertensão, obesidade e diabetes).

Em contextos de isolamento social, é muito importante mantermos uma alimentação benéfica ao nosso organismo, de modo a nos preparar para enfrentar uma série de acometimentos que podem acontecer, inclusive relacionados à imunidade. Afinal, uma vez que estamos com bons níveis dos nutrientes em nosso corpo — incluindo a vitamina D —, é possível auxiliar no fortalecimento do sistema imunológico e na manutenção da saúde.

Uma ótima alternativa, que complementa uma dieta saudável, é a adoção de uma boa suplementação alimentar. Seu consumo objetiva:

  • Suprir carências de vitaminas e minerais oriundas de uma má alimentação;
  • Gerar mais energia para as atividades diárias e exercícios físicos, além de auxiliar na reparação de músculos após tais atividades;
  • Manter o corpo mais saudável na medida em que permite alcançar uma ingestão suficiente de nutrientes que tem efeito na saúde e que auxiliam o funcionamento do corpo;
  • Fortalecimento do sistema imune;

Confira aqui os suplementos disponíveis na Clique Bem Estar.

Entre essas suplementações vitamínicas destacam-se o Forteviron® Vitamin A-Z Men e o Multiviron® – 50+.

O Forteviron® Vitamin A-Z Men é um suplemento alimentar livre de açúcar que objetiva manter quem o toma forte em todos os sentidos, pois auxilia no fortalecimento do sistema imunológico, no metabolismo de proteínas e no combate aos radicais livres.

Já o Multiviron® – 50+, um suplemento vitamínico-mineral, foi desenvolvido para pessoas a partir dos 50 anos. De maneira completa, ele conta com todas as vitaminas e sais minerais que complementam sua alimentação e fortalecem sua saúde e também a imunidade.Fonte(s): Minha Saúde, Sanarmed, Dasa, UOL – Viva Bem, UOL – Viva Bem 2, Tua Saúde, Saúde – Governo do Brasil, Jaba Recordati e Forteviron.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *