6 Dicas para Combater o Estresse

O estresse é uma reação do organismo a grandes adaptações ou eventos e situações consideradas importantes ao indivíduo. Gera efeitos físicos, psicológicos, mentais e hormonais no corpo humano e todos estamos sujeitos a ele.

Suas causas são diversas e podem incluir ansiedade e depressão, bem como mudanças bruscas no estilo de vida ou a exposição à determinado ambiente e situação, que podem gerar um tipo de angústia que causa prejuízos físicos e mentais.

Quando o estresse se manifesta com grande intensidade e gera um desgaste ao indivíduo, pode causar diversos outros sintomas, como o aumento dos batimentos cardíacos, o que, por sua vez, pode levar a consequências graves, como arritmia cardíaca ou infarto.

Hoje em dia, o problema atinge milhões de pessoas ao redor do mundo e, devido à sua prevalência, no dia 23 de Setembro é celebrado o Dia Mundial de Combate ao Estresse. Por esse motivo, decidimos compilar 6 dicas para combater o estresse. Confira:

1. Pratique exercícios físicos

A prática regular de atividades físicas auxilia na prevenção de problemas da saúde, como hipertensão e diabetes. Para quem sofrem com estresse excessivo, a prática de exercícios físicos pode ser uma grande aliada, uma vez que ajuda a relaxar a musculatura e aliviar a tensão acumular. Além disso, a liberação de endorfina, conhecida como o hormônio da felicidade, é aumentada durante a prática de exercícios.

Por essa razão, incluir na rotina práticas de exercícios físicos é uma forma de aliviar o estresse causado pelo dia a dia e, ainda, abandonar o sedentarismo, que é prejudicial à saúde.

Primeiramente, deve-se encontrar a atividade física ou esporte que mais combine com você e que se encaixe dentro da sua rotina. Também, é importante ter disciplina para que os efeitos positivos comecem a aparecer.

2. Alimentação saudável

Outra forma de diminuir os efeitos do estresse no organismo é através de uma alimentação balanceada e saudável. Portanto, consumir alimentos ricos em vitaminas, como a vitamina C, por exemplo, a qual inibe a liberação de cortisol, um dos principais hormônios relacionados ao estresse, também é importante.

Outras vitaminas, como a vitamina A e as vitaminas do complexo B, por exemplo, podem ajudar atuando na regulação do sistema nervoso. Alimentos ricos em alcalóides e flavonóides também são eficientes na redução do estresse.

3. Medicamentos para reduzir o estresse

Além da prática regular de atividades físicas e uma alimentação balanceada, é possível reduzir os efeitos nocivos do estresse através do uso de medicamentos. Para tanto, é preciso conversar com um psiquiatra, que vai ouvir suas queixas e tentar encontrar o medicamento mais adequado para os problemas que você está enfrentando.

Uma alternativa aos tratamentos mais tradicionais, entretanto, é o uso de medicamentos homeopáticos, como o Nervocalm WP LAB, que tem ação imediata e efeito gradual. Trata-se de um medicamento composto de substâncias ativas de origem natural e é indicado como auxiliar no tratamento de sintomas da ansiedade leve e da insônia, podendo ser um grande aliado no combate ao estresse.

4. Respiração profunda

A respiração profunda é uma forma muito simples de aliviar os sintomas do estresse de forma rápida. Pausar por alguns minutos e respirar profundamente quando confrontado com situações estressantes pode ajudar muito a diminuir a agitação do dia a dia.

O ideal é procurar um local silencioso, fechar os olhos e inspirar e expirar profundamente, com calma e prestando bastante atenção à respiração. Essa prática ajuda na oxigenação do cérebro, além de inibir o cortisol e ajudar a acalmar os pensamentos.

5. Boas noites de sono

Uma boa noite de descanso é essencial para que os efeitos do estresse sobre o organismo sejam menores. Durante o sono, o organismo se recupera das agressões causadas pelo estresse intenso e ajudam a reduzir a ansiedade, além de melhorar a memória.

Noites mal dormidas podem alimentar o mal-estar e o nervosismo, causando alterações no organismo e aumentando as chances de o estresse causar efeitos negativos sobre o corpo.

Por essa razão, a dica é investir no seu sono. Para isso, optar por lâmpadas amarelas, iluminação indireta nos cômodos durante a noite e ficar distante do celular antes de dormir são boas dicas. Esses hábitos aumentam a produção de melatonina, o hormônio do sono, e ajudam a melhorar a qualidade do sono.

6. Fazer terapia

É comum ouvir de pacientes que fazem terapia, que todo mundo deveria realizar essa prática. Isso deve-se ao benefício com relação aos problemas psicológicos e mentais, pois ajuda o paciente a organizar seus pensamentos e entender melhor quem é, quais seus medos e angústia e como combatê-los.

Por essa razão, a dica é procurar um psicoterapeuta. Esse profissional é um grande conhecedor da mente humana e pode te oferecer estratégias para se acalmar e promover o autoconhecimento, o que ajuda a combater o estresse e a encontrar mais facilmente os caminhos para solucionar problemas de ordem pessoal.

Você não precisa adotar todas as dicas citadas no texto para combater o estresse na sua vida, mas, adotando pelo menos algumas delas (as que você julgar mais apropriadas para o seu estilo de vida), os efeitos do estresse sobre o organismo vão diminuir e você vai viver uma vida mais saudável e prazerosa.

Fonte(s): Bula Nervocalm, Tua Saúde, Clinica Ceu e Minha Vida

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *