WP
94 0

Quais as diferenças entre sinusite e rinite?

As diferenças entre rinite e sinusite não são muito bem entendidas pela maioria dos pacientes, que normalmente chegam ao consultório médico dizendo sofrer dos dois problemas, como se eles sempre caminhassem juntos.

Apesar de poderem aparecer em conjunto, em um quadro chamado de rinossinusite, são problemas diferentes que afetam áreas distintas.

Entenda mais sobre cada um desses dois problemas, suas causas, sintomas e tratamentos no texto a seguir:

Rinite e Sinusite

Os dois problemas, apesar de serem parecidos, são diferentes em suas causas, na maneira como afetam o organismo e em seus sintomas. Para entender melhor quais são essas diferenças, primeiramente, precisamos definir o que é sinusite e rinite. Entenda:

O que é Sinusite?

A sinusite é uma inflamação da mucosa dos seios da face, ou seja, da região do crânio, formada por cavidades ósseas ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos.

Essa inflamação pode ser causada por uma infecção, por quadros alérgicos ou diversos fatores que atrapalhem a correta drenagem da secreção dos seios da face.

O que é Rinite?

O termo “rinite”, por outro lado, descreve uma condição que ocorre quando há uma inflamação específica das mucosas nasais, sem a presença da inflamação dos seios da face e das suas cavidades ósseas.

A rinite pode ser classificada como rinite alérgica, quando a inflamação ocorre devido a alguma substância alérgica, como a poeira, ácaros ou cheiros fortes, ou como rinite crônica, quando o paciente não consegue se recuperar dessa inflamação, mantendo os sintomas por 3 meses ou mais.

Ainda, existe a rinite aguda ou infecciosa, quando a inflamação das mucosas nasais dura de 7 a 10 dias devido a alguma infecção.

O que é rinossinusite?

A rinossinusite, ocorre quando o processo inflamatório acontece tanto na cavidade nasal quanto nos seios da face, ou seja, quando há a presença de rinite e sinusite em conjunto.

As causas da rinossinusite são as mesmas da rinite e da sinusite e ocorre, normalmente, quando um episódio de rinite isolado se estende para os seios da face.

Causas

Tanto a rinite quanto a sinusite podem ser causadas por agentes infecciosos, como bactérias, fungos e vírus, ou por fatores alérgicos, como poeira, choques térmicos, cheiros fortes e outros. Por essa razão, ambas as condições são mais comuns no inverno e em períodos de menor umidade do ar.

Além disso, pode ocorrer através da exposição a certos agentes químicos, bem como alterações na anatomia nasal ou dos seios da face. Ainda, fatores genéticos também podem ser responsáveis por quadros de rinite e sinusite crônicas.

Sintomas

Como são dois tipos diferentes de inflamação, que atingem partes distintas do corpo, os sintomas causados pela rinite e pela sinusite não são os mesmos. Para entender melhor as diferenças, é preciso olhar para os sintomas de cada condição isoladamente. Confira:

Rinite

Como vimos anteriormente, a inflamação causada pela rinite afeta as cavidades nasais. Por essa razão, pode causar os seguintes sintomas:

  • Coceira no nariz;
  • Coriza;
  • Obstrução nasal;
  • Espirro;
  • Dores de cabeça;
  • Coceira nos olhos.

Sinusite

A sinusite, por outro lado, causa a inflamação dos seios da face e pode ser dividida em dois tipos: aguda e crônica.

A sinusite aguda compreende sintomas que se manifestam por um período inferior a 12 semanas (3 meses). Já o quadro de sinusite crônica, ocorre quando os sintomas persistem por mais de 12 semanas.

Os sintomas da sinusite crônica e aguda são praticamente iguais, mas com algumas diferenças importantes. Na manifestação crônica, a tosse é um sintoma frequente e a febre raramente presente. Já na sinusite aguda, esses sintomas não são tão comuns, sendo a doença normalmente associada a resfriados. 

Dentre os principais sintomas da sinusite, podemos destacar:

  • Dor ou pressão na face;
  • Redução ou perda do olfato;
  • Dor de ouvido;
  • Dores no maxilar superior e dentes;
  • Tosse, que normalmente piora durante a noite;
  • Garganta inflamada;
  • Mau hálito (halitose);
  • Fadiga e/ou irritabilidade;
  • Náuseas;
  • Obstrução nasal;
  • Febre ocasional.

Como tratar a rinite e a sinusite

Os tratamentos para rinite e sinusite podem variar e serem diferentes entre si, especialmente se um problema não vem acompanhado do outro. O tratamento também depende do que está causando o problema.

Por exemplo, se a causa da rinite e da sinusite for uma infecção, é necessário tratar a infecção para que os sintomas desapareçam por completo. Caso seja causado por algum tipo de alergia, anti-histamínicos podem ser receitados.

Entretanto, de maneira geral, podemos dizer que, nos casos de rinite, os principais tratamentos envolvem o uso de anti-histamínicos (antialérgicos), descongestionantes nasais de uso breve, corticoides, vacinas antialérgicas e medicamentos de uso prolongado para prevenir o processo alérgico.

Nos casos de rinite, por outro lado, os tratamentos mais comuns são o uso de antibióticos, corticoides, descongestionantes nasais de uso breve e, em alguns casos, pode ser necessária a realização de cirurgia.

Em ambos os casos, também é possível fazer o uso de medicamentos como o Hidracal, que auxilia no tratamento dos sintomas da faringite, rinite, sinusite, coriza, secreção nasal, espirros, obstrução nasal e cefaleia frontal.

É possível prevenir rinite e sinusite?

Sim! Como vimos durante o texto, as causas da rinite e da sinusite normalmente são infecções ou alergias. Portanto, medidas de prevenção a infecções, como o uso de álcool em gel e lavagem frequente das mãos são umas das formas de evitar esse tipo de problema.

Entretanto, nos casos de causas alérgicas, é possível tomar algumas simples medidas que podem ajudar esse problema a não ocorrer. Dentre as principais medidas, podemos destacar:

  • Manter a casa e local de trabalho limpos e higienizados;
  • Evitar o contato com mofo, poeira e cheiros fortes;
  • Higienizar animais de estimação com pelo;
  • Hidratar-se ao longo do dia;
  • Realizar lavagem nasal, conforme recomendação médica;
  • Evitar fumar;
  • Praticar atividades físicas.

Fonte(s): Unimed Fortaleza, Hospital Sírio-Libanês, Minha Vida, Minha Vida 2, Hospital Paulista, Otorrinos CuritibaBula Hidracal.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *