6005 0

TPM ou Gravidez: Como Diferenciar?

Você já se questionou se o que estava sentindo eram sinais da TPM ou de uma possível gravidez? Muitas mulheres se identificam com essa situação, pois os sintomas podem ser parecidos. 

Sonolência, cólicas, náuseas e mudanças de humor são só alguns dos sintomas semelhantes. Dessa forma, é compreensível a confusão entre essas duas situações. Nos dois casos, os sintomas são causados pelas oscilações hormonais que acontecem no corpo feminino.

Para evitar preocupações e conhecer melhor seu próprio corpo, vamos falar sobre cada um dos sintomas e ajudá-la a diferenciá-los para quando você ficar em dúvida. Confira:

O que causa a TPM?

A Tensão Pré-Menstrual, conhecida mais pela sigla TPM, trata-se de um conjunto de sintomas e sinais que a mulher pode sentir por um período que precede a menstruação e tem como causa a variação na produção e liberação de hormônios.

Dessa forma, o surgimento de muitos sintomas, como as variações de humor, se dá pelas oscilações hormonais que interferem no sistema nervoso central.

Não são todas as mulheres que chegam a sofrer com a TPM e algumas, quando sentem, são sintomas mais brandos.

A melhor hipótese para que a TPM seja tão forte, em alguns casos ,está ligada à sensibilidade de algumas mulheres. Nestas, os níveis dos neurotransmissores cerebrais (como a serotonina, que interfere no humor e a melatonina no sono) acabam sofrendo as maiores alterações.

Os sintomas da TPM podem surgir por 10 dias antes da menstruação e persistirem até o início ou, para algumas mulheres, até o final do fluxo. 

Quais os sintomas da TPM?

Segundo estudos da Organização Mundial da Saúde, 90% das brasileiras apresentam sintomas da TPM, mas eles podem variar muito de uma mulher para outra. Algumas podem passar por ciclos menstruais sem nenhum sintoma ou apresentar sintomas bem leves. 

Existem sintomas mais frequentes e outros raros, sendo os mais comuns o cansaço, a ansiedade e as alterações de humor, como tristeza e irritabilidade.

Outros sintomas frequentemente relatados são:

  • Sonolência;
  • Dor de cabeça;
  • Dor nas pernas;
  • Vontade de comer doces e outras guloseimas;
  • Compulsão alimentar;
  • Inchaço na região abdominal e no corpo;
  • Aumento no peso (consequência também do inchaço);
  • Baixao autoestima;
  • Oleosidade e surgimento de acnes (menos frequente).

Quais os sintomas da gravidez?

Ao longo dos nove meses  de gestação de acordo com a evolução da gravidez e crescimento da barriga, a mulher pode apresentar

vários sintomas físicos e emocionais. No entanto, são os primeiros sinais da gestação que costumam ser confundidos com a TPM.

De modo geral, os sinais são muito semelhantes, mas existem alguns que estão presentes apenas na gravidez ou que são mais evidentes e intensos durante a gestação. São eles:

  • Corrimento ou sangramento vaginal;
  • Inchaço no abdômen;
  • Sensibilidade e inchaço nas mamas;
  • Cansaço;
  • Sonolência;
  • Sensibilidade a cheiros fortes;
  • Variações de humor;
  • Atraso ou ausência de menstruação;
  • Enjoos matinais ou vômitos;
  • Excesso de salivação;
  • Desejo por comidas estranhas;
  • Tonturas;
  • Dor de cabeça;
  • Aumento da vontade de urinar;
  • Oleosidade na pele ou surgimento de espinhas.

Como diferenciar os sintomas da TPM da gravidez?

Existem algumas formas de perceber se os sintomas manifestados podem ser da TPM ou da gravidez. Quanto mais conhecimento sobre o próprio corpo, mais fácil de entender essas pequenas diferenças.

Contudo, para sanar essa dúvida de forma definitiva, especialmente para descobrir uma possível gravidez, o mais indicado é fazer um teste ou procurar  ajuda profissional de um ginecologista. Abaixo destacamos as principais diferenças entre os sintomas mais comuns:

Sangramento

Na TPM, a menstruação acontece normalmente de acordo com o ciclo menstrual da mulher. A duração e o fluxo menstrual não sofrem variações de um ciclo para o outro, independente dos sintomas. 

Já na gestação, o sangramento que acontece não é o mesmo de uma menstruação. O que normalmente pode ocorrer seria durante a nidação (processo de implantação do óvulo fecundado na parede interna do útero – endométrio), um sangramento mais escasso, podendo ser rosado e durar até 2 dias.

Este sangramento na gestação pode acontecer, geralmente, nos primeiros meses e não deve ser persistente. Se o fluxo aumentar, é importante que a gestante procure atendimento médico.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *