Você sabe qual a importância do sono para sua saúde?

Um ser humano com 75 anos de idade terá gastado, em média, 23 anos da sua vida dormindo. Isso pode parecer uma grande perda de tempo, mas o sono e o ato de dormir são muito importantes para nós.

Esse simples ato é importante para a memória, regulação hormonal e regulação do humor. Além disso, não ter um sono reparador pode ter impactos graves na saúde. Dormir é uma necessidade do corpo para o seu funcionamento perfeito, sendo tão importante quanto comer e respirar.

Entenda mais sobre o sono, seus benefícios e os impactos de um sono desregulado sobre o corpo humano no texto a seguir:

Qual a importância do sono?

Durante as horas de sono, o organismo regula suas funções e as células são reparadas. Mas não pense que o cérebro descansa durante a noite. Muito pelo contrário. Durante o sono, especialmente no sono REM (Rapid Eyes Moviment ou Movimento Rápido dos Olhos), é o momento em que cérebro humano mais trabalha.

Durante esses momentos, o cérebro coordena diversos processos reparadores no organismo, além de solidificar as novas memórias adquiridas durante o dia. Ainda, durante o sono o sistema imunológico aproveita o tempo de repouso para ajustar os mecanismos de defesa do organismo e há uma maior intensidade com relação a regulação hormonal.

Por esses motivos, noites mal dormidas podem ser prejudiciais a memória e podem resultar em variações hormonais prejudiciais, além de poder causar danos ao humor.

O que acontece se você não dormir bem?

Não dormir bem pode ter sérias consequências para a saúde. Por exemplo, o cansaço de uma noite mal dormida pode fazer com que a capacidade de concentração e atenção diminua durante o dia, aumentando os riscos de acidentes, além de prejudicar o desempenho escolar ou no trabalho.

Além disso, uma noite mal dormida diminui a capacidade de concentração, afetando a memória e a aprendizagem. Outra consequência da falta de sono é a diminuição no rendimento físico. Pessoas que sofrem com distúrbios do sono têm maior dificuldade para perder peso, já que a falta de sono diminui a disposição para a prática de exercícios físicos, além de afetar os hormônios do apetite. Ainda, pode haver

Ainda, pode haver um aumento do apetite, dificultando a manutenção do peso. A falta de sono, também, já foi relacionada a maiores índices de obesidade e diabetes, especialmente a obesidade infantil.

Por fim, distúrbios do sono podem levar a problemas psicológicos mais graves, como a depressão e a ansiedade, havendo um decaimento na qualidade de vida. Além disso, pacientes que já sofrem de algum transtorno, como transtorno bipolar, precisam de um sono reparador para manter a estabilidade dos neurotransmissores e evitar crises de depressão ou mania.

O que pode atrapalhar o sono

Diversos problemas de saúde podem interferir no sono e resultar em consecutivas noites mal dormidas. Entenda mais sobre alguns deles:

Síndrome das pernas inquietas

A síndrome das pernas inquietas é um distúrbio que causa a agitação involuntária dos membros inferiores, mas também pode atingir os braços, em casos mais graves. Os sintomas são mais intensos durante a noite, fazendo com que o paciente apresente noites mal dormidas ou insônia. 

Insônia

A insônia é uma condição muito comum e caracteriza-se como a dificuldade para iniciar o sono, mantê-lo durante a noite ou despertar antecipadamente ao horário desejado. Episódios de insônia podem ser causados por diversos fatores, como ansiedade, problemas clínicos, problemas emocionais etc.

Apneia

A apneia é a obstrução das vias aéreas durante o sono, levando a uma parada respiratória que dura, em média, 20 segundos. Após essa parada, o paciente volta a respirar, emitindo um ronco muito barulhento.

Esse problema pode ocorrer várias vezes durante a noite, sendo que alguns pacientes apresentam um quadro a cada um ou dois minutos. Além disso, é prejudicial a longo prazo, pois pode provocar a ocorrência de infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral (AVC ou derrame).

Como ter um sono tranquilo

Existem diversas medidas que você pode tomar para melhorar a qualidade do seu sono. Através de medicamentos prescritos ou de processos de higiene do sono, é possível aumentar a qualidade das noites e dormir bem. Entenda:

Silêncio

Um fator essencial para uma noite de sono bem dormida é o silêncio. Isso porque a audição é um sentido que nunca se desliga. Em outras palavras, nós continuamos ouvindo tudo a nossa volta, mesmo quando estamos dormindo.

Dormir com sons ligados pode atrapalhar o sono e todos os processos metabólicos que ocorrem durante a noite, o que, por sua vez, pode prejudicar o funcionamento do corpo como um todo.

Medicamentos

Medicamentos como o Nervocalm WP LAB, por exemplo, têm ação imediata e efeito gradual. Composto de substâncias de origem natural, atua como um auxiliar no tratamento dos sintomas da ansiedade leve e da insônia.

Escuro

Outro fator muito importante para uma boa noite de sono é a escuridão, pois o nosso corpo percebe quando é dia e quando é noite. Assim, quando as luzes se apagam, começa a produzir uma substância chamada melatonina, que induz o sono.

Por essa razão, manter a luz ligada ou ter aparelhos que emitem luzes brilhantes como televisão ou celular no quarto são hábitos muito ruins. Esses aparelhos atrapalham a sensibilidade celular, confundindo o nosso corpo, o que leva a uma produção menor de melatonina, causando transtornos como a insônia.

Além disso, dormir exposto à luminosidade provoca alterações no nível cerebral. O organismo deixa de executar funções importantes e não libera diversas substâncias que deveriam ser liberadas. Portanto, na hora de dormir, apague as luzes!

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *